Seguidores

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Gonçalo M. Tavares em Jerusalém

O desemprego é dramático, a história prova esse facto...


Um judeu libertado de Buchenwald descobriu, entre os SS que lhe entregavam os seus documentos à saída do campo, um ex-companheiro de escola, ao qual não dirigiu a palavra, mas que olhou bem nos olhos. Por sua própria iniciativa, aquele que ele olhava desse modo disse-lhe: "Tens de compreender, tenho cinco anos de desemprego atrás de mim; comigo, eles podem fazer tudo aquilo que quiserem."

Excerto da pagina 139.

Mais sugestões e citações de livros de Gonçalo M. Tavares:
http://sugestaodeleitura.blogspot.pt/search/label/Gon%C3%A7alo%20M.%20Tavares


3 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Teté,
      Peço desculpa, mas apaguei o seu comentário sem quer. Mais uma vez peço desculpa.

      Eliminar
  2. Olá Teté,

    G.M.T. a par de António Lobo Antunes são os dois autores vivos que mais gosto.
    A escrita de G.M.T. e bastante diferente dos padrões que estamos habituados: escreve só o essencial. Os seus livros são pequenos – tem poucos caracteres- mas, é isso que me fascina nele, como em tão poucas palavras consegue dizer tanto.

    ResponderEliminar