Seguidores

domingo, 15 de julho de 2012

Gonçalo M. Tavares em Um Homem: Klaus Klump

    
     "A minha mãe teve sete filhos. Morreram cinco. O outro é professor. É doente. Não podia ser soldado. Se eu fosse doente também não seria soldado. Sempre andámos juntos, eu e o mei irmão. Passámos livros um ao outro. Até aos dezasseis anos lemos exactamente os mesmos livros, mas ele desde criança que tossia.
     Só nos separámos com a guerra. Fui para o exército e ele ficou em casa, doente. A partir do ínicio da guerra começámos a ler livros diferentes. Já não faço ideia dos livros que ele lê."

Excerto da página 66-67

Sugestões de leitura e citações de livros de Gonçalo M. Tavares:
http://sugestaodeleitura.blogspot.pt/search/label/Gon%C3%A7alo%20M.%20Tavares

8 comentários:

  1. Oi Tiago! Já leu este? O que me diz? Parece interessante... Vou terminar de ler umas pendências e depois quero ler este também. Já está na minha lista. Um abraço!

    ResponderEliminar
  2. Olá Deise,

    Acabei hoje de ler este livro.
    Gonçalo M. Tavares, juntamente com António Lobo Antunes são os meus autores vivos preferidos.
    O livro fala sobre a guerra, é um livro cruel como qualquer guerra é. Todos os livros que li de GMT foram muitos bons, este também não foi exceção. Na minha opinião o seu melhor trabalho é Aprender a Rezar na Era da Técnica.

    ResponderEliminar
  3. Olá Tiago,
    Deixou-me curiosa.
    Vou dar uma segunda hipótese a GMT...
    Boas leituras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Teresa,

      Aconselho vivamente que escolha "Aprender a rezar na Era da Técnica". Nesse livro, entre muitas coisas, há quem faça atentados para ganhar eleições.
      Em 2011 foi considerado o melhor livro estrangeiro publicado em França. Muitos dos nomes que ganharam esse prémio acabaram por ser galardoados com o Prémio Nobel da Literatura.

      Eliminar
  4. Olá Thiago,
    parabéns pela iniciativa do blogue, já me coloquei como seguidor.
    Convido a você e a todos a acessarem: http://mticianosousa.blogspot.com.br/2012/06/resenha-do-livro-armas-germes-e-aco-os.html.
    Agradeço desde logo pelos comentários.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Marcos,

      Obrigado por se tornar seguidor deste blog.

      Eliminar
  5. Olá Seve,

    Sim, este livro é bastante cruel, mas também é bastante realista.
    Felizmente nunca vivi num cenário de guerra, mas nessas circunstâncias todo deve ser cruel…terrivelmente cruel.

    ResponderEliminar